sexta-feira, novembro 13, 2009

Pensamento


Ritmar a nossa vida com memórias materiais, e não apenas mentais, é lembrar sempre de alguém que passou pela nossa casa “Ser pessoa”. É deambular pela história de vida e sorrir por ler uma carta, por ver uma fotografia, por cheirar um perfume, por ouvir uma música. É saborear a nostalgia de tantos momentos que vagueiam pelas divisões da nossa casa.

Gosto de enriquecer a minha casa como todos aqueles que me cativam com o agrado de uma surpresa boa. Gosto também de partilhar a minha riqueza pessoal especialmente com quem me acolhe e com quem eu acolho. Para mim, estes meus gostos, são importantes. São uma das minhas formas de reflectir como vivo a amizade.

Com tudo o que experienciamos marcamos no nosso mapa todos os pontos importantes. Tenho a certeza que tudo valeu a pena e que no fim do caminho o mapa de cada um terá pontos comuns com outros mapas. São estes pontos de intersecção que alentam a minha vontade de existir comigo e com os outros.

Tenho dito.

P.S. *Nós somos tanto... e o sonho permanece :)

2 comentários:

Marco Martins disse...

Eu conheço este sitio e para além das lembranças traz-me a saudade. Saudade do local, do tempo, do mondego, dos minutos, das conversas, das pessoas... :) Eu não sei mas eu penso que terão de arranjar mais tempo para mim :)

Anónimo disse...

de todos os teus textos, este é sem dúvida aquele q me cativou e com o qual me identifico mais!

Mas...

BlackPanther