quarta-feira, janeiro 17, 2007

Direito à vida


Já era o quarto filho. Era uma gravidez de risco, não só pelos problemas de saúde dela, mas também pela idade dela. Aconselharam-na a fazer aborto no estrangeiro, já que ela tinha dinheiro, mas ela logo rejeitou a ideia. Não era justo matar aquela alma. Sim, porque ela já era alguém. Era um alguém muito especial. Era, tal como todos os bebés, um ser que ainda não se conseguia defender.

As pessoas "amigas" não compreendiam o porquê de levar a gravidez até ao fim, se o ser daí resultante podia ser deficiente. Será que era tão difícil para elas entenderem que qualquer ser tem direito à vida? Certamente que não...

Quer o seu filho fosse deficiente ou não, ele seria amado e iria ser feliz.

E ele agora já tem 4 aninhos, e tudo corre bem. Cada vez que a mãe o vê a brincar no jardim, com aquela energia contagiente, percebe que tomou a opção certa.


P.S. Sei que nem todas as histórias têm um final tão feliz quanto este. Mas ningém, ninguém mesmo, tem o direito de matar uma vida, nem tão pouco decidir pelo bebé... Seja qual for a situação, vale a pena ver o bebé nascer! Aborto, não obrigada!

9 comentários:

gonçalo disse...

=)

Bom post! Também sou pelo não, como tu. ^^

Pena é que o referendo não vá mudar grande coisa. Quem tem ideia de fazer um aborto, já o faz de qualquer das maneiras. =/

*junik* disse...

O texto está magnífico como sempre, mas nao concordo. Não que ache bem, mas tenho outro ponto de vista... de qq das maneiras... acho linda a "iniciativa" :D

joaninha disse...

tu defende o que achas correcto e o que te faz sentir bem ctg mesma! :)

beijinho

*goreti!!*=) disse...

bem kat eh uma beka verdade u k dizes ninguém tem o direito d tirar a vida a ninguém mt menus a um ser que n s pode defender ms tb eh verdade k o referendo como o gonçalo n vai mudar nd i as mulheres vão continuar a fazer abortos e a por em causa a sua própria saúde com as condições degradantes que o aborto clandestino impõe!!ta um post mt fx*;) eu dx k knmntava*=)beijoes bm fim d smn=D

*nuno* disse...

gostei... estou a ver k nessa cabeça imaginaçao n falta, continua assim.

bjinhs

Luis Miguel Peixoto disse...

etse post está muito cor de rosa, como blog ;) mas falta um pouco de realidade não achas?

Lembra-te que ninguém é a favor do aborto mas também ninguém tem o direito de decidir por outro.

Pedro Costa disse...

Concordo com o aborto? Não.

Concordo que a mulher seja criminalizada por o fazer? Não.

Concordo com o aborto clandestino? Não.

O aborto alguma vez vai acabar? Não.

Por estas razoes voto Sim que é a única opção que protege activamente a mulher.

the_thing disse...

ui, ui, ui...


este é um assunto mt delicado e poderia-mos ficar aqui para sempre a discutir este assunto. todos têm o direito a sua opinião mas n podem dixer k uma está mais certa ou errada k a outra...

escolheste um assunto mt delicado!!

rafael disse...

eu tou da acordo cntg. nem so os mais perfeitos têm direito a viver!!! todos temos direito à vida, por vezes com mais dificuldades, mas pa ixo e k servem os amigos e a familia.
Beijao