segunda-feira, agosto 06, 2007

À procura de mim


Navego nos leitos do rio do sonho
E nada encontro.
Remo, remo, e continuo a remar
Mas para quê tanto esforço?
Já nem sei de onde vem esta força
Força que me invade a alma, o coração.
Talvez venha de Deus, ou de mim mesma!
Não sei... Já nada sei...
Sei que me procuro,
Que me escondo,
Sei que já não sei mais quem sou...
Para vós sou a mesma
Mas eu mudei, acreditem que mudei!
E é no reflexo deste rio
Que eu vejo a minha transparência.


Escrevi este poema há dois anos. Os sentimentos expressos mudaram. Ainda ando à procura de mim e andarei, porque hoje sei que me quero descobrir em plenitude. Será possível? Quem sabe... Tentarei!

3 comentários:

Picknina disse...

Kada dia das nossas vidas ns andamos a nossa procura...km somos? o k estamos aki a fazer? qual é a nossa missao aki? estas perguntas invadem a noss kabeça tdx os dias....km ja disserm "pensa menos, vive mais" u should do this...some time is the best we can do ;)
Bye Kiss

rita disse...

Todos nós nos procuramos...Acho que passamos toda a nossa vida a faze-lo...Estamos sempre num busca constante e intensa da nossa personalidade, daquilo que somos...Mas por vezes dou por mim a pensar se valerá a pena...para que procurar, se estamos em constante mudança? mudamos para crescer, para vencer...Mas da-mos sempre o melhor de nos e, isso sim, é o que conta...bj

pulguita=) disse...

tantas vezes me deparo com as mesmas duvidas que tu!!afinal o que sou eu? porque estou aqui?qual a causa da minha existência?e tambem afinal qual é a consequência de existir? qual a finalidade dos meus actos, do meu sofrimento, da minha felicidade e da minha existência?!
toda a gente muda...afinal vivemos numa comunidade que interage connosco e da qual sempre extraímos ou coisas boas ou coisas mas!!mas concordo com a rita_acredito que as vezes não vale a pena refletir sobre estes assuntos_mudamos para tentar adaptarmos-nos aos outros e vencer, o que nem sempre acontece!!
bjs com saudaditas
goretiii=)