domingo, setembro 23, 2007


Com um estalar de dedos o tempo volta a ser tempo.



Com a mente consegue-se parar o tempo. Tudo fica estático, nada se move, nada se cria. Capta-se tudo ao pormenor, o segundo é transformado em minutos. Esboça-se o que se vê e com os utensílios mais distintos traça-se a escala. Depois de o momento estar captado, com os primordiais detalhes, estalam-se os dedos. E o tempo volta a ser tempo e a dimensão espacial torna-se na real.



Com um estalar de dedos o tempo volta a ser tempo.


P.S. O filme "Cashback" traduz o que escrevi em meio de devaneio...
Ah a imagem é do filme ;)

2 comentários:

joaninha disse...

gostei! em especial da imagem... ;)

Mário Lopes disse...

Bela imagem, belo filme.

(Se eu terminasse uma relação com a Michelle Ryan também teria insónias... Aliás, auto mutilava-me com uma garrafa partida.)

Perdoa-me o comentário machista, mas é o que penso... lol