sábado, abril 25, 2015

Planta com flores

Tenho a planta à entrada da casa. Com flores vermelhas. Com a meia luz a entrar-lhe todos os dias. Saio e entro e vejo-a e ela vê-me a mim. Toco-lhe para ver se tem sede. Não falo com ela, mas tenho presente que ela saberá o que vai em mim. Já tem mais de um mês e continua a viver.

Curioso o tempo em que me foi oferecida. Cuido dela. E com ela aprendo como devo ser cuidada também. As minhas flores são coloridas, mas gosto de escondê-las para que ninguém veja a beleza. Só gosto de deixar transparecer um pouco de cor naqueles momentos que sinto que faz sentido.

Há alguém que vai percebendo e com um regador de sonhos lá vai cuidando da minha terra. Dou a mão a este tempo, com o tempo de ontem já passado, com o tempo de amanhã com tanto ainda para ser.

Fico recostada com os olhos fechados e mostro como são belas as flores. Sorrio tanto. E adormeço com o desejo de crescer mais. O espreguiçar da manhã é de liberdade.


Cuido. Gosto de cuidar. Cuidam-me. Cuidas-me. E também gosto.

P.S. See the road, begin to climb
See your stars begin to shine
I see your colors and I'm dying of thirst https://www.youtube.com/watch?v=cbixLt0WBQs


1 comentário:

pontodeluz disse...

Gosto desta música que te envolve :) e desse brilho também. Vive e gosta disso tudo, vai! :)