terça-feira, fevereiro 26, 2008

Descalça


Saltito de nuvem em nuvem, descalça, com os pés molhados de luz. Saltito como uma criança: sem olhar para trás. Saltito mais e mais ao sabor do algodão das nuvens. Sinto que me elevo e não me sinto. Só sinto que voo em projecção lenta e demorada. E enquanto pairo, não penso; o meu conteúdo lógico perde-se no vazio do céu e eu simplesmente saboreio a sensação. Recebo-a com as mãos e saltito de nuvem em nuvem, descalça, com os pés molhados de luz.


Por vezes, é necessário descalçar parte do que somos para sermos capazes de receber sensações, nunca antes, percepcionáveis.

3 comentários:

Anónimo disse...

Ainda bem já saltitas de nuvem em nuvem. É bom ver-te assim...

...Ju... disse...

isso é q é animo! :)

*bjinho*

Sandra Daniela disse...

Belo saltitar! concordo contigo!


bom fim de semana